Noskort Sitiada

uma universidade, uma prisão
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Discurso do Reitor 12/11

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mestre

avatar

Mensagens : 1049
Nascimento : 01/08/2006
Idade : 11

MensagemAssunto: Discurso do Reitor 12/11   Qui Nov 12, 2009 5:07 pm



[As aulas pararam 15 minutos mais cedo, e o Reitor falou com Sonorus. Sua voz foi ouvida por todo campus, salas de aula e fraternidade.]

Alunos de Noskort,

Sabemos que passamos dias difíceis, dias de incertezas e medo. A insegurança era um estado de espírito, mesmo assim tentamos caminhar de cabeça levantada . Mas hoje digo, ergam completamente, pois o perigo não existe mais. O fim deste pesadelo é realizado com descobertas tristes, os responsáveis estavam entre nós.

Mas ao saber que as pessoas culpadas em infringir dor e morte andavam entre nós, nos faz perguntar será que existe mesmo bondade nesse mundo? E eu digo que sim. Eu vi alunos tentando manter a vida normal e trazer alegria através de festas. Eu vi alunos ajudando o amigo e até mesmo desconhecidos em perigos mortais. E posso dizer acima de tudo tenho mais orgulho de vocês, do que estas duas pessoas possam tentar destruir.

Digo sempre “A Verdade libertarás”. Então não vou esconder nada dos fatos descobertos. Para que não haja mais dúvida ou suspeitas. Graças à uma das nossas alunas, a Senhorita McRyan os Apaziguadores agindo brilhantemente descobriram o local de cativeiro das quatro meninas do primeiro ano seqüestradas, um sebo em Paris.

Lá um exame forense detalhado foi realizado. Eles encontraram digitais em uma roupa feita de borracha, nela também tem algo que chamam de DNA, encontrado no suor e fios de cabelo que ficaram presos no tal tecido e na máscara. O DNA ainda é uma ciência muito nova para a polícia bruxa, mas as marcas digitais não. Como havia a suspeita de um envolvido interno eu permiti que um investigador apaziguador investigasse dentro dos muros da universidade.

Professores e Funcionários deram de livre vontade as digitais para comparação. Enquanto entre os alunos para evitar um pânico inicial, utensílios usados em aula ou durante as refeições foram recolhidos, e eles criaram um banco de dado com as marca polegares de todo o grupo estudantil. E tristemente um nome foi encontrado, mas era tarde demais, uma aluna dentro da faculdade havia desaparecido, a Senhorita Gosling.

Dois elfos-domésticos treinados pela Ordem dos Apaziguadores seguiram dois possíveis suspeitos durante a semana que se seguiu. O dono da digital e o último que a viu no campus. Um deles chegou ser interrogado pelos apaziguadores, e foi sugerido punições disciplinares por levar uma garota da Centaur para dentro da Mansão Sphinx, algo que vai contra os regulamentos das fraternidades.

O outro suspeito deu trabalho ao elfo-doméstico, ele disse que as constantes idas a Ruvkegilli, ela se misturava em lojas movimentadas, entra em becos. Comprava coisas aleatórias em lojas locais, entre elas uma poção contra a Gripe Pufosuina, apesar de não estar doente, tal ato seria uma prova dias depois.

Mas o elfo conseguiu seguir algumas vezes até a Estação Flu. Lá o dono confirmou que tal suspeito usou várias vezes o local semana passada. Onde foi verificado que ia parar num hotel em København (mas conhecida como Copenhagen), Dinamarca, o quarto em questão estava desativado desde começo de outubro. Havia um feitiço de chuva no aposento, fazendo os donos trouxas acreditarem que tinha uma grande infiltração. No entanto o objetivo é o que chamamos de “Ponte Fátuo”. O aposento tinha uma segunda lareira, e levava para um lugar não regulamentando na rede Flu.

Os apaziguadores também interceptaram uma coruja enviada pela suspeita. Ela levava um bilhete para alguém dizendo que o plano estava andamento e tudo que fora planejado estava bem.

Antes mesmo de conseguirem descobrir mais, a aluna Letícia Gosling foi devolvida a nós. Ela tinha passado pelos mesmos experimentos que as quatro primeiras desaparecidas, havia uma série de ferimentos, e parecia recuperar-se da gripe. Uma coincidência com o fato relatado antes e que foi posto em questão.

No mesmo dia, a única sobrevivente das quatro acordou de seu coma. Sakura Maehara foi levada para casa no Japão, mas não antes de colaborar com os apaziguadores. Seu testemunho foi comparado com o da Letícia. E houve diferenças também que foram questionadas. Sakura disse que não fora alimentada nenhuma vez, ficou nua durante todo o tempo e apanhara freqüentemente. Oposto de como Letícia foi tratado. Segundos os analistas dos apaziguadores mostram que era diferença entre intimidade com a vítima ou não.

Mas a maior prova e que acompanha uma nova revelação que me entristece profundamente é que ontem de manhã, um de nossos professores Jimmy O'Malley foi encontrado morto, boiando no Lago Peplinge em Copenhagen. Ele tinha um enorme ferimento em uma das costelas, uma contusão na cabeça, mas fora morto com a Maldição Imperdoável de Morte.

Investigação foi realizado no aposento dele no Casarão Agouro. E encontramos uma espécie de diário em folhas soltas. Nele em dizia que estava tendo um caso com uma Centauriana que chamava de Raposinha (“Little Fox” em inglês, sendo sobrenome da suspeita). E que juntos iriam trazer os antigos ideais de Herpo, Grindelwald, Voldemort, mesmo que antes precisassem quebrar alguns ovos bons em nome da ciência mágica e purificação. Mas o principal foi a foto da suspeita envolta apenas em lençóis.

Tal prova foi essencial para que os Apaziguadores ordenassem ordem de prisão da suspeita. Ela, caros alunos, era a aluna da Centuar, Laurel Christine Fox. Na Base da Ordem, Sakura ainda realizou o Reconhecimento de Voz, confirmando ainda mais que seja Laurel a culpada. No momento ela está na Prisão Hus av avsluta aguardando enquanto os apaziguadores realizam mais investigações para coletar provas suficientes para um julgamento. Mas eles me garantiram que não tem dúvida da culpa da garota.

Então com seu parceiro morto, e ela presa. Volto dizer que podemos continuar agora com nossas vidas tranqüilas, dedicar-se aos nossos estudos, dormir sem medo. O pior já passou. E declaro que Noskort agora volta a paz e segurança que tanto conhecemos.

Obrigado.
Reitor Dr. Hans Moriarty Hyde.

_________________


Ninguém olha para o que tem diante dos pés: todos olham para as estrelas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://noskort.a.wiki-site.com/index.php/P%C3%A1gina_principal
 
Discurso do Reitor 12/11
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Noskort Sitiada :: Cadastro :: Atualizações-
Ir para: